NOSTALGIA

(Susana Custódio)

Não sei o que mais minh’alma chora;
No momento que escrevo, eu revivo
Esta dor que é antiga e que é d’agora,
Plo sentimento qu’ inda está tão vivo…

Mãe; não sei porque te foste embora!
Também esta amargura que cultivo
Em mim, e do que sinto, és geradora
E esta dor é lamento muito antigo.

Meu coração encharca-se de mágoas
Recordar? – Se destes olhos brotam águas...
Oh! Mãe, minha Mãe, quanta saudade!

Vê meu carinho mãe, por piedade...
Já que partiste da minha mocidade,
Vê; quero mostrar-te as minhas mágoas!

PORTUGAL -2012
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Créditos:

Misted: by Mary
Formatação e arte:
Edilson Menezes/Edmen

 

VOLTAR