BENDITA SEJAS!

José Geraldo Martinez

Eu te amo, mulher, simplesmente!
Sem mesmo saber quem tu sejas...
Pois, representa neste mundo certamente
toda candura e beleza!

Eu te amo, mulher, incondicionalmente!
Rica, pobre, negra ou branca...
A tua história me é suficiente,
me fascina e encanta!

Eu te amo, mulher querida!
Muito além de qualquer expressão carnal...
Também da beleza que um dia será perdida,
ao tempo que foge a um final.

E - quiçá - pudesse, nesta minha quase insanidade...
Pedir-te em casamento, o faria!
A nossa igreja seria o universo que nos abriga,
e tua face a de todas que existiria...

Ainda que fosse eu mera representação!
Do amor de um homem a uma mulher...
E que essa entrega minha não tivesse direção,
tão pouco nome, figura qualquer!

Eu te amo desde o ventre...
Ao peito que um dia me amamentou!
Como marido, filho, neto, sempre...
Desde da costela do homem quando Deus a tirou!

E desse amor que proclamo a este mundo ..
Amo-te além deste, certamente!
Amar-te-ei pela eternidade, mulher amada,
na feliz poesia de um todo o sempre...

Gorda, magra...
Santa, mundana, ignorada!
Com todos os nomes possíveis...
Desde que mulher sejas, serás amada!

Do agreste, das favelas, das grandes cidades...
Andarilhas, intelectuais, incultas,
empresárias, empregadas, enfim...
Qualquer profissão que tenhas, amar-te-ei,
ainda que na insignificância maior de mim!

Porque tu és a mais bela das criaturas
sobre a vida humana...
Ainda que pouco queiras ou almejas!
Mãe de todos nós, mulher de todos nós!
Bendita sejas!

04-5-2012

" poesia dedicada a todas as mulheres "
( Martinez )
 


 
Tube LBTubes
Jpg premade_background__1475_by_ashensorrow-d4t6p01
Wav: Enrique-Chia/Love-Story
 
 
 
 
 
 

 

VOLTAR